Vítor Baptista

Há algumas semanas, no IV Natal Java Day, assisti a excelente palestra “Java e a próxima geração de smart cards” do Igor Medeiros e me impressionei. Já tinha ouvido falar que os smartcards eram computadores completos mas nem dei muita bola, até que, com ele falando isso, me toquei do quão impressionante era. Sabe aquela parte metálica dourada de um chip GSM, ou no cartão do banco? Pois é, AQUILO é um computador, com CPU, memória e tudo mais.

Fiquei encucado e resolvi comprar um leitor para brincar um pouco. Procurando pelo São Google, encontrei um na loja da Brando que me interessou:

iMONO 43 in 1 + Sim + Smart Card Reader

43 cartões, além de ler SIM e Smart Card (que eu saiba, a única diferença é no formato (um SIM acho que todo mundo conhece (o chip de celular), e o Smart Card é um cartão como de banco)) por US$ 19 com frete grátis. O dólar subiu bastante nos últimos meses mas, mesmo assim, é tentador. Comprei. Umas 3 semanas depois, chega o pacote vindo de Hong Kong, sem imposto, custando pouco mais de R$ 42, ótimo!

Conectei ele no notebook e coloquei o chip do meu celular para testar (esqueci do pequeno detalhe que teria que comprar um smart card), nada… procurando no Google, encontrei diversos sites ensinando mas nenhum falando do meu leitor. Então entrei na lista do MUSCLE (Movement for the Use of Smart Cards in a Linux Environment) e enviei um e-mail perguntando. Poucas horas depois, o próprio cara que fez a maioria dos softwares/drivers de smart cards pra linux, Ludovic Rousseau, me respondeu.

A solução foi extremamente simples. Pelos logs que passei, ele chutou (e acertou) que meu leitor era compatível com o USB CCID (Chip/Smart Card Interface Devices) e me pediu que fosse nesse site e seguisse as instruções para pegar mais informações dele. Fui e, no final, eu só precisaria compilar o driver libccid que baixei neste site e modificar o arquivo ccid/readers/supported_readers.txt adicionando a linha 0x0BDA:0×0169:iMONO no final. Resolvido.

Para testar, segui as instruções desta página para instalar o MonoSIM, um leitor simples da agenda de SIM cards, e tudo ocorreu sem problemas. No final, o Ludovic adicionou o meu leitor na página dele como “Should work but untested by me”, uma pequena contribuição para quem comprar o mesmo leitor

Agora, comprar um smart card em branco e ver o que consigo fazer.

blog comments powered by Disqus
Google