Comprimindo o diretório /usr (Ou como instalar o Ubuntu 10.04 em menos de 1.5 GB)

No natal passado dei para minha namorada, Samara, um netbook: o Asus EeePC 2G Surf. Ele foi o primeiro netbook lançado, com processador de 800 MHz, 512 MB de RAM e 2 GB de SSD. Infelizmente, para diferenciá-lo de modelos mais caros, alguém na Asus teve a ideia imbecil genial de soldar a memória RAM e o SSD. Ou seja, é impossível fazer um upgrade nele.

Passei meus dias antes do natal de 2009 pesquisando como instalar um Sistema Operacional usável com essa limitação de espaço. A instalação do Ubuntu, pelada, gastava mais de 4 GB. Depois de algumas noites mal dormidas, consegui instalar o Xubuntu 9.04 capado, com um browser minimalista (Midori) e algumas coisas mais. Ficou usável, mas longe de bom. Mais de um ano depois, finalmente tomei vergonha na cara de fazer direito.

Comprei um cartão MicroSD de 8 GB e fui instalar o Ubuntu 10.10 nele. Consegui sem muito esforço, simplesmente colocando o / no SSD de 2 GB e o /usr e o /home em duas partições no cartão de memória. Ficou legal, gostei da interface Unity, e tava tudo funcionando. Quando mostrei para ela, depois de brincar por uns 30 segundos, ela disse: “Tá muito lento!”.

Ubuntu Unity - Lindo, mas muito lento

Ok, segunda tentativa. Levei o netbook para casa e fui falar com Deus. Descobri que a Unity é realmente mais pesada, e era melhor usar o Ubuntu 10.04 Netbook Edition. Mas, se o problema dela era velocidade, pesquisei mais um pouco sobre como otimizar. Foi aí que encontrei o ótimo blog do Steve Hanov, onde ele dá 4 dicas para otimizar o Ubuntu quando ele for usado em de um drive USB. Neste post só vou falar da terceira dica (a mais importante para mim): comprimindo os arquivos.

O diretório /usr é normalmente o maior diretório de uma instalação do Linux. Nele ficam todos os binários dos programas instalados, bibliotecas, códigos-fonte, etc.. Para se ter uma ideia, quando instalei o Ubuntu 10.10 no netbook da Samara, o /usr tinha cerca de 1.8 GB, enquanto todas as outras pastas juntas não chegavam a 700 MB. Então, se queremos diminuir o tamanho de uma instalação, nada mais lógico que começar com o maior culpado.

A ideia é comprimir a /usr. Para isso usamos o squashfs. Com ele, criaremos um sistema de arquivos comprimido, virtual, somente leitura. Conseguimos diminuir a pasta para cerca de 700 MB. Mas, para não ficarmos com a /usr somente leitura, usamos também o aufs2. O que ele faz é simular uma partição de leitura e escrita em cima da criada pelo squashfs. Ele faz isso criando uma “camada” em cima da partição /usr. Quando tentarmos ler um arquivo de lá, o aufs2 vai nos mostrar o que foi comprimido com o squashfs. Se tentarmos criar um arquivo, ele o cria em uma outra pasta (que vamos definir), mas nos mostra como se tivesse criado na /usr, nos dando a ilusão que essa partição é de leitura e escrita, quando não é. Não se preocupe com esses detalhes técnicos. Tudo vai ficar mais claro conforme fomos fazendo (espero).

Antes de tudo, instale o pacote squashfs-tools:

sudo apt-get install squashfs-tools

Depois adicione as seguintes linhas ao arquivo /etc/modules:

squashfs
loop

Crie as pastas onde irão ficar as partições virtuais squashfs e aufs2:

sudo mkdir -p /squashed/usr /squashed/usr/ro /squashed/usr/rw

Comprima a pasta /usr em uma imagem dentro de /squashed/usr:

sudo mksquashfs /usr /squashed/usr/usr.sqfs

Adicione as seguintes linhas ao arquivo /etc/fstab:

/squashed/usr/usr.sfs /squashed/usr/ro squashfs loop,ro 0 0
usr /usr aufs udba=reval,br:/squashed/usr/rw:/squashed/usr/ro 0 0

Reinicie o computador. Tudo deve funcionar normalmente, então você pode apagar o diretório /usr, fazendo:

sudo umount /usr
sudo rm -rf /usr

Se houve algum problema, tente voltar para os passos anteriores e descobrir o que deu errado. Qualquer coisa mande um comentário que tentarei ajudar.

Um bônus de comprimir seu /usr é que, além de ocupar bem menos espaço, o computador ficará mais rápido. As máquinas de hoje em dia têm processadores muito mais velozes que os discos, então um tempo maior é gasto lendo um programa no HD do que executando-o. Como os programas estão comprimidos, precisa-se ler menos dados, tornando o computador mais rápido.

Ubuntu 10,04 Netbook Edition - Lindo e muito rápido

No final, o Ubuntu 10.04 está ocupando menos de 1.5 GB do SSD do netbook, que ganhou mais uns anos de vida útil com a Samara. Eu não fiz benchmarks, mas a diferença é visível. Ele está levando 1m30s para iniciar, mais 10s para abrir o Chrome e 30s para abrir o OpenOffice.org. Nada mal para um netbook de 2007

Este post foi baseado no Optimizing Ubuntu to run from a USB key or SD card e Speed up system with aufs + squashfs.